O Museu D. Diogo de Sousa

O nome do Museu está associado ao arcebispo D. Diogo de Sousa (1461-1532), a quem se ficaram a dever importantes medidas de remodelação urbanística em Braga e o facto de ter reunido os testemunhos arqueológicos mais antigos desta cidade, até então dispersos. Entre os séculos XVI e XIX registaram-se algumas iniciativas em prol da criação de um museu, mas só em 1918 surgiu o “Museu de História da Arte e Arqueologia”. Mercê de circunstâncias adversas, o museu não teve um funcionamento regular até 1980, altura em que foi revitalizado, como Museu Regional de Arqueologia. De então para cá tem desenvolvido a sua actividade no âmbito da preservação e divulgação do património arqueológico local e regional, tendo aberto ao público em Junho de 2007. Dependente do Instituto dos Museus e da Conservação e do Ministério da Cultura, o Museu integra a Rede Portuguesa de Museus e ainda o conjunto de Museus do Eixo Atlântico.

O Edifício As instalações do Museu foram projectadas para a zona arqueológica mais significativa e melhor preservada da cidade de Braga. O projecto arquitectónico é da autoria de Carlos Guimarães e Luís Soares Carneiro e desenvolve-se em três corpos, articulados entre si – o sector técnico e de serviços, a cafetaria e a área destinada ao público. O sector técnico engloba um laboratório de restauro e demais sectores de actividade relacionados com o estudo e valorização das colecções, deste e de outros museus, na região. O projecto da Loja, da Recepção e das Salas de Exposição Permanente é da autoria de Ana Leandro. A área destinada ao público integra os espaços expositivos, um auditório, loja, biblioteca e serviço educativo. Para além destes equipamentos o Museu possui amplos espaços exteriores ajardinados, de livre acesso ao público.

Serviços O Museu tem como objectivo primordial o apoio à investigação e à valorização de sítios e colecções arqueológicas. Neste sentido, dispõe de recursos específicos para estas áreas, com técnicos habilitados na área da Conservação e Restauro, Desenho arqueológico, assim como no acolhimento do público e facultação de informação.

 

 

Por favor visite o Site do Museu D. Diogo de Sousa.
Contacto: mdds@culturanorte.pt